uma parte de um todo

Uma parte de um todo

.

.

– Peraí. Me diz uma coisa? Por que eu vim aqui?

– Ué. Pra saber da tua saúde. Pra saber se tá tudo bem. Se tu tá bem.

– Não. Não é isso.

– Então. O quê?

– Tentar prolongar minha vida. Tentar viver quando deveria morrer. Não quero isso. Não é o certo.

– É sim. É normal. É natural.

– Não. Não é não.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

(Nunca mais voltei lá. Nem em nenhum outro lugar parecido. Depois de dez dias o exame ficou pronto. Não fui buscar. Não precisava. Já sabia o resultado. Depois de seis meses eles me procuraram. Depois de seis meses eu já estava morto.)

1 comentário

Arquivado em folhetins digitais

Uma resposta para “uma parte de um todo

  1. “Eles” foram te buscar e te acharam morto?

    Dead is finally free!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s